SÃO PAULO-SP


Prefeitura lança programa Profissão Cidadão com 3.500 vagas de capacitação para jovens e adultos


Cursos para diversas áreas profissionais, em parceria com SEBRAE, iniciativa privada e terceiro setor

A Prefeitura de São
Paulo lançou dia 4 de julho
o programa Profissão Cidadão, que vai disponibilizar, inicialmente, 3.500 vagas de capacitação doadas por parceiros, em cursos presenciais e à distância, em diversas áreas
profissionais. As vagas são destinadas para jovens a partir de 16 anos e adultos. Os primeiros cursos, como Jardinagem e Hospitalidade e Lazer, teve início no dia 10 de julho. O principal objetivo do programa é promover a inclusão social, por meio de qualificação técnica que produza novas oportunidades de trabalho, empreendedorismo e
geração de renda. A iniciativa conta com parceria com governo do Estado, SEBRAE, iniciativa privada e terceiro setor. “É uma enorme alegria para Prefeitura de São Paulo podermos celebrar este acordo e caminhar juntos neste projeto. A prioridade na prefeitura é, de maneira muito clara, para a geração de empregos e oportunidades”, afirmou
o prefeito João Doria. O Profissão Cidadão terá importante participação das Prefeituras Regionais, que serão responsáveis por divulgar nas comunidades, identificar e indicar aquelas pessoas realmente interessadas em participar dos cursos, de acordo com o conhecimento e criatividade dos moradores. Isso permitirá o aperfeiçoamento das
atividades econômicas locais e o desenvolvimento regional, de forma descentralizada, inovadora e sustentável. Os interessados em participar do programa devem se
inscrever, de acordo com a disponibilidade das vagas, na própria Prefeitura Regional, que dará todas as orientações necessárias.

Das 3.500 vagas disponibilizadas, 1 mil são do Programa Via Rápida Empregos, da Secretaria Estadual do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação,
para capacitação técnica nas áreas de comércio e serviços em suas unidades móveis e fixas. Os cursos serão ministrados e certificados pelo Centro Paula Souza. “Atuar com cursos rápidos é uma rica experiência pois os alunos que passam por esses cursos resgatam a sua coragem e se sentem mais competentes para enfrentar um concurso ou uma seleção”, disse a diretora-superintendente do Centro Paula Souza, Laura Laganá.

Outras 1 mil vagas são dos cursos Check-Up Empresas, ministrados pelo SEBRAE, que orientam como abrir, melhorar, ampliar e desenvolver habilidades para gerir a
empresa, dá dicas de produto e divulgação do empreendimento. As turmas começam imediatamente após a capacitação técnica do Centro Paula Souza, e serão oferecidas em espaços próprios das Prefeituras Regionais, com duração de 20 horas/aula. As demais 1.500 vagas são acessos para cursos de educação à distância de perfeiçoamento ao funcionário público municipal, pela DLB Tecnologia, como Padrão de Atendimento, Liderança, Gestão de Talentos e Administração de Tempo, entre outros.

Centros de Excelência Em 2018, será inaugurado o Centro de Excelência em Tecnologia da Informação para Jovens (CETI Jovens), sob gestão da Prodam. Os interessados receberão capacitação técnica em nível básico, por meio de módulos semestrais, para turmas de até 20 alunos por período –manhã, tarde
e noite, nas seguintes matérias: Manutenção de Computadores, Tablets e Smartphones, Arte Digital, Design e Animação Gráfica, Desenvolvimento de Jogos e Treinamento e
Comunicação em Mídias Sociais.

A primeira atividade do CETI Jovens, ainda antes da entrega de suas instalações, será o curso de Capacitação Técnica em Robótica, que terá curadoria acadêmica e será ministrado pelo Programa FAB LAB LIVRE SP. Outro centro de excelência será o de Gastronomia, para Capacitação Técnica em Comida e Bebida de Rua e Manipulação
de Alimentos, com instalação e manutenção, por quatro anos, da Associação de Comida e Bebida de Rua de São Paulo (ACORSP). Outros resultados das parcerias são a oferta de colocação no Bolsa Emprego e suporte para a especialização técnica em panificação e confeitaria do Sindicato da Indústria de Panificação do Estado de São Paulo (SINDIPAN); e equipamentos da Cozinha Escola e Escola de Hotelaria para capacitação técnica nas áreas de alimentação e eventos, pelos sindicatos de hotelaria,
bares e restaurantes (SINDHOTÉIS, SINDRESBAR - SP e FHORESP).